Ya a la venta la guía imprenscindible para entender que te sucede y como abordarlo: EN LA LAGUNA ESTIGIA:Guía para un médium del siglo XXI
MAS INFORMACIÓN

sábado, 15 de diciembre de 2012

Ejercicio de protección para médiums en Audio

Sencillo ejerccio de protección para Médiums en este enlace:



domingo, 9 de diciembre de 2012

Moral, ley, karma.

Como seres humanos estamos dotados de cuerpo, mente y espíritu; cada uno con sus requerimientos, sus necesidades, sus condicionantes y sus interrelaciones con el resto de seres, ya sean humanos o no.

Donde más surge el conflicto, o donde más se hace evidente, en nuestro día a día, es con respecto al resto de seres humanos; por estar el resto de seres en una posición de sumisión o debilidad con respecto a nosotros.

Como sociedades nos dotamos de normas morales y de leyes para garantizar la convivencia, aunque en realidad amparen mecanismos ocultos de poder de las clases dominantes; pero eso es otro tema. Las leyes surgen de nuestras necesidades corporales e intelectuales, de su influjo para garantizarnos la supervivencia y una convivencia lo más pacífica y justa posible. De nuestras necesidades espirituales y emocionales surge la moral como una guía para escapar del sufrimiento y de la desazón del desconocimiento del sentido de la vida.

Y del espíritu surgen las necesidades del karma y sus condicionamientos. Como una fuerza que nos empuja en una búsqueda de algo que no llegamos a comprender porque está fuera de nuestro comprendimiento.

Moral, ley y karma son instrumentos, no fines en si mismo, de nuestra expresión humana y de nuestro desenvolvimiento en la vida pero no son sinónimos de justicia, compasión o amor; valores que sólo podremos encontrar más allá de nuestro yo, de nuestra transcendencia y como fruto de la fusión de nuestra triple existencia, corporal, mental y espiritual.

La justicia no tiene nada que ver con las leyes, la compasión no entiende de moralidad y el amor desconoce al karma.








martes, 27 de noviembre de 2012

Tertulias humanísticas

El pasado domingo realizamos nuestra 1ª Tertulia humanística para los socios de SERASALUZ sobre la autoestima. Trás una breve introducción sobre que entendemos por autoestima, la valoración que hacemos de nosotros mismos y la creencia propia
sobre como nos valoran los demas; como se origina y su falta de concordancia con la realidad, el autoconcepto, lo que somos; y con la opinión de los demás sobre nosotros. Pasamos a un ameno y entretenido debate sobre nuestras diferentes percepciones y vivencias respecto a nuestra autoestima, siempre buscando una reflexión a las motivaciones profundas de nuestra personalidad.
El objetivo de estas tertulias es crear un espacio de debate, sobre el ser humano, para que nos sirva de reflexión en el necesario camino de autoconocimiento personal y colectivo en pos de nuestra plena realización.

viernes, 23 de noviembre de 2012

Exercício simples de proteção para médiums



Visualize uma bola de luz onde você possa entrar, logo tente pedir ao seu guia, a Deus, ou em quem você acredite, sempre que seja um ser de luz; que coloque força e luz dentro de sua bola até encher, pra poder te manter protegido de qualquer energia negativa o espírito que esteja te molestando.  Este é o primeiro passo na proteção de médiuns ou pessoas sensíveis.
 
Quando esse exercício estiver bem aprendido e praticado, o próximo passo é nos conectar com nossa própia luz, já que a luz de cada um é muito mais potente e nos permite estar mais protegidos, também nos ajuda a encher de luz nossas vidas, limpar nossa própia energia, e nos conectar com nossos guias facilitando o entendimento de nossas capacidades.

Esta é a que eu ensino a os médiuns que conheci, digo a eles que estejam bem confortáveis até relaxar, não mais de um minuto para não entrar em transe, o seguinte e pedir a eles que tentem sentir em seu peito sua própia luz, da pra sentir a luz, como um fogo que vive, é uma sensação de calor e bem estar. Quando eles realmente conseguem sentir isso, falo para eles distribuírem essa sensação para todo o peito, e para o resto do corpo. Para que finalmente eles permitam a saída de essa luz formando uma espécie de casulo por fora do corpo para que eles possam permanecer dentro e se proteger. Este exercício eu recomendo não só para os médiuns si não a qualquer pessoa. Em esta pagina esta relatada como uma meditação pra facilitar seu aprendizado, a outra pagina especifica “como sentir sua própia luz: meditação espiritual”.

Cada vez que sentir uma presença molesta, repitam esse exercício, a dizer verdade ele esta dando muito resultado positivo, e alem do mais pode ser usado como proteção de nossas energias negativas, ou essas energias negativas que outras pessoas mandam pra nós, e até mesmo aquelas que fazem parte de algum ambiente.

Uma ultima conclusão, voltando ao assunto de proteção, quando o médium sente sua proteção feita de sua própia luz, ele também pode mandar essa luz ao espírito que sinta que esta perto de ele, pra sarar qualquer dor de ele (o espírito), ou até mesmo mandar o espírito continuar ao ser destino, a luz.

E útil queimar incenso, acender uma vela branca ou rocha, e etc. Mais nada de usar esses remedinhos caseiros que mais que ajudar a pessoa, prejudicam. Porque esta mais que claro que existem muitas receitas, que através da historia, ajudam a afastar aqueles seres imaginários indesejados. Queimar um galinho de Romero, acender uma vela branca, acender uma vela branca e uma preta do lado, também uma rocha, qualquer uma que seja escura, água benta, banhos para limpar o corpo até ambiente, fotos de santos, figuras de divindades orientais, diversos amuletos, ou também o clássico exorcismo, e etc. (Atenção mesmo que seja bem recomendado, em lojas esotéricas, eu não gosto, já que podem promover a raiva nos espíritos ou até mesmo piorar a negatividade de eles, e do ambiente. E podem causar um mal maior, si não conseguem mandar essa entidade pra luz).

Por outro lado vou fazer uma pequena referencia para deixar tudo mais claro, sobre COISAS QUE NÃO DEVEMOS FAZER “NUNCA” QUANDO TEMOS PROBLEMAS COM ESPÍRITOS:

• ACENDER VELAS DE SETE DIAS, NEM MUITO MENOS VELAS PRETAS POR MAIS QUE ESTEJAM JUNTO COM ALGUMA BRANCA.

• NÃO FAZER PSICOFONIAS.

•NÃO JOGAR NA OUIJA.

•NÃO PERGUNTAR PRO PÉNDULO.

•NÃO TENTAR FOTOGRAFAR ESPÍRITOS.

•NÃO VISITAR VIDENTES OU TAROTISTAS DE REPUTAÇÃO DUDOSA.

•NÃO DESEJAR MAL A NINGUEM, NEM MUITO MENOS FAZER ALGUM RITUAL DE MAGIA NEGRA, PORQUE TUDO AQUILO NEGATIVO ATRAE MAIS COISAS NEGATIVAS, E SIM SEÑORAS OU SEÑORES AMARRAR ALGUEM É AUTÉNTICA MAGIA NEGRA.

•ESSA E MIAS QUE OBVIA “NÃO INVOCAR O DIABO”, TÊM ALGUNS QUE ACHAM QUE PODEM OBTER ALGUM BENEFICIO, MAS NÃO HÁ BENEFICIOS DE FORMA ALGUMA. TENHAM UM POUCO DE JUISO POR  FAVOR!.

• E POR FAVOR, NÃO FALAR COM ESPÍRITOS SI NÃO SE SABE COMO SARAR ELES, OU COMO MANDAR OS MESMOS PRA LUZ. Y LÓGICO, NÃO CONFIAR NO PRIMEIRO QUE FALE QUE É NOSSO GUIA, SEM TER SENTIDO UMA GRANDE SENSAÇÃO DE AMOR E PAZ.

Si algum tinha um problema com espíritos, e sem querer fez algo que mencionei antes; O resultado não seria outro a não ser não solucionar o problema e como conseqüência piorar a situação dando força ao espírito que esta incomodando e também atraindo outros. E isso também é um aviso para aqueles que adoram fazer psicofonia porque eles têm tendência a praticar esse ato sem saber bem onde estão metidos.

Lês desejo muita luz em suas vidas...


Traducción Pâmela Meira

domingo, 18 de noviembre de 2012

O que é ser um médium? II



Ser médium como já mencionei antes, é ser um meio para expressar a vontade dos céus, da divindade. Expressar essa vontade por meio da compaixão, e do amor incondicional, em definitiva da ajuda aos semelhantes, porem sem esquecer de nos mesmos, porque a finalidade e encontrar dentro de nos o Deus que habita, o fazendo brilhar e se conectar com todo aquilo que esta a nossa volta.
Por isso ser médium é uma responsabilidade enorme, o desafio é desenvolver as qualidades para levar a luz a todas as pessoas e seres que chegarem perto de ela, sem julgar sua origem, ou condição.
Mais esse trabalho começa em nos mesmos, aprendendo a eliminar a escuridão dentro de nos, em palavras do Zen: “iluminando nossas ilusões”; para poder intensificar nosso brilho e se transformar na melhor expressão da divindade na terra.
Como mostra perfeitamente o mito da caverna, quanto mais luz, maior escuridão. Este é um poema do grande maestro do Zen Kodo Sawaki (s.xx), é muito claro sobre o assunto: 
                  
 “A escuridão da sombra dos pinhos 
depende de quão clara for à luz da lua”.

É evidente que nossas qualidades psíquicas, não foi um obsequio para nós nos beneficiarmos prejudicando a outros, influenciando seu livre alvedrio, e muito menos mandar a eles energia negativa para lês fazer algum mal, ou mal olhado, nem magia negra. (e gente, mesmo que tenha que repetir isto até vocês cansarem de ouvir, amarrar as pessoas é magia negra, e uma grave influencia no livre alvedrio de outro ser).

É um assunto delicado, porque por mais que se saibam coisas de outra pessoa por meio do don ou qualidade da vidência, deve se ter cuidado si essa pessoa esta qualificada para escutar e saber. O principio de precaução é muito importante em nosso trabalho como médiuns, também não se pode acreditar que por receber dons dos céus, vamos sair por ai falando como si nada, nem muito menos utilizar essa informação pra uso pessoal.  Nos só podemos acudir e prestar ajuda, quando sejamos realmente solicitados, responder somente as perguntas que forem feitas, e por mais difícil que seja aprender a observar e não se intrometer quando não há pedido de ajuda, mesmo sabendo que podemos ajudar. Este é um principio fundamental para qualquer pessoa, mais alem de tudo para um médium, O FATO DE NÃO SE INTROMETER OU MODIFICAR O CAMINHO ESPIRITUAL DE OUTRA PESSOA. 
Falando nisso gostaria adicionar que no Reiki, se ensina a mandar luz a distancia, a aquelas pessoas que podem não ter solicitado isso, primeiro se deve pedir permissão aos céus, e depois mandar luz para o que seja que a pessoa esteja precisando. Não tenho muito que negar sobre isso, não vejo que contradiga o que expliquei antes, de fato eu realizo cura a distancia diferentes da técnica do Reiki, a pessoas que não me pediram ajuda ou até desconhecem que eu possa fazer algo assim, ainda assim eu uso do mesmo jeito.  O engraçado é que sempre peço permissão aos céus para realizar algum trabalho esotérico, mesmo sabendo que já me foi dito que não preciso pedir, porque meus Guias falaram que me avisaram quando eu tiver que pedir permissão.
Lembro-me de ver uma mão no alto quando estou trabalhando, ou minha companheira tem escutado um “não” bem claro.
Si vocês não tem certeza da comunicação com seus guias, eu aconselho pedir permissão aos céus antes de realizar qualquer trabalho, já que eu continuo pedindo, por respeito e também por costume.
A responsabilidade de um médium é usar seus dons ou qualidades, para ajudar outros seres e a si mesmos, desenvolver elas  adequadamente, sem negá-las e agindo sempre com verdadeira compaixão, iniciando um caminho de eliminação do ego, quero dizer se livrar dos traumas característicos da personalidade, para se transformar em uma expressão o mais pura possível na terra, da obra divina. 
Isso é incompatível com obter ganância pelo uso de seus dons, tem que ser sempre de forma honesta, justa e de coração. Pra mim aquele que não cobra com o objetivo de ser reconhecido, ter fama ou preencher carências afetivas, e tão errado como aquele que simplesmente cobra com fins lucrativos. Como disse deve ser um gesto verdadeiro e de entrega por compaixão ao outro. Em este assuntos a moral judeu-cristã, e sua neurótica e obsessiva insistência respeito a “culpa”  faz mas mal que bem. 
  


O que é ser um médium?

Traducción Pâmella Meira.

domingo, 4 de noviembre de 2012

¿Por qué sentimos espíritus cuando estamos solos, al dormirnos o en sueños?



Cuando estamos despiertos nuestra mente analítica también lo está, con lo cual el hemisferio izquierdo cerebral está más activo que el derecho, que es donde residen las facultades psíquicas. Al dormir, en sueños, o en el periodo de vigilia antes de quedarnos dormidos, el hemisferio derecho, el simbólico, está más activo, por eso soñamos pero también nos abrimos a campos más amplios de la realidad que el que nos permite nuestra mente analítica educada para trabajar bajo la dictadura espaciotemporal. Se abre el mundo del hemisferio derecho donde todo es posible, incluido los viajes astrales, que todos realizamos al dormir y también nuestra memoria kármica pues a veces se recuerdan como sueños auténticos fragmentos de vidas pasadas.

Por otro lado cuando estamos solos, podemos conectar mejor con nuestro interior, no estamos distraídos, por decirlo de alguna manera, por las otras personas, por las relaciones sociales. Somos más consciente de nuestros problemas, preocupaciones, miedos, inseguridades, etc.; eso nos hace conectar con nuestra energía negativa, es decir, con los bloqueos de negatividad de nuestro campo energético que se activan, y es precisamente esas puertas las que necesitan los espíritus negativos, ya sean perdidos u oscuros, para poder conectarse a ti, hacerte sentir su presencia y parasitar tu energía. ¿Me explico? Necesitan esas anclas, por afinidad energética. Mientras tu mente analítica está funcionando a tope, aunque el espíritu este junto a ti le será más difícil que lo sientas, aunque eso no significa que no te perjudique; cuando estamos solos te resulta más fácil sentirlo pero está igual que antes ahí, junto a ti. Por eso es tan importante trabajar la protección y conectar con tu luz para ir limpiando tu energía y así imposibilitando que estén disponibles esas anclas para las energías negativas.






jueves, 1 de noviembre de 2012

O que é ser um médium?



Como sabemos a origem da palavra médium significa meio, isso quer dizer de um jeito, mais simples “um meio entre o céu e a terra”, um canal que esta se manifestando como moda ultimamente. Seria mais fácil dizer “um intermediário entre o mundo espiritual e o material”. Porem e algo muito mais abarcativo do que podemos ver, já que por causa da popularizarão do termino pelo espiritismo, e tantas novelas, filmes, series, e programas de TV, mostram que um médium é só aquele que fala de forma espontânea e fluentemente com os espíritos.

Ser um médium e ter ativo o hemisfério direito do cérebro, o que faze acordar as nomeadas “faculdades psíquicas”, e isso não e só o fato de falar com espíritos e deixar eles se manifestarem por meio de nos, si não também, a vidência, a premonição, a cura com as mãos, a intuição, as viagens astrais, e etc.

Ser um médium não é ter uma linha telefônica com o “alem” como muitos devem pensar. Ser médium e ser um meio, um canal, entre o céu e a terra, entre o mundo material e o espiritual, por dar um exemplo. Um médium não pode escolher com quer se comunicar, nem muito menos um espírito pode escolher com quem se comunicar. Só os guias determinam quem pode se comunicar com quem, quando, e como, porque muitas vezes pode ser por meio de sinais, sonhos o etc. Por isso não existem milagres, o como me disse uma vez um guia de uma pessoa quando eu pedi a ele uma mensagem...:- “você não esta aqui para fazer espetáculos de circo”.

E fatos que há médium que sua característica maior e se comunicar com os espíritos, mais têm outros que são melhores na vidência, outros são magníficos para intuir, como também há aqueles que conseguem curar qualquer mal com as mãos, entre outros.
No meu caso, eu sou muito bom curando, mais que qualquer coisa, só que isso não significa que não tenha outras características médiuns. Agora aqueles que adoram fazer espetáculos com seus dons, e ganhar qualquer coisa com eles, podem fazer, nada contra, porem boa sorte com seu propio karma depois. Eu por outro lado não estou aqui para fazer espetáculos de circo para ninguém, nem pra me aproveitar das ilusões de ninguém, de isso vocês podem ter certeza, por isso podem confiar sempre, da minha ajuda ou meu trabalho.

“Nos seres humanos sempre estamos esperando ver pra crer, quando na verdade temos que primeiro crer pra poder ver”...

O que é ser um médium? II

Como saber si sou um médium


Traducción Pâmella Meira.